Como pensar em inglês ( ou em qualquer outro idioma) em 6 passos

Já se sentiu frustrado ou já ficou para baixo por não conseguir falar a língua estrangeira sem a necessidade de pausas?

Toda a hora dá aquele branco.

Toda a hora o idioma nativo quer dar uma de salvador da pátria com as suas traduções.

Acredito que esse sentimento é o mais presente entre os estudantes de idiomas.

Nós sabemos que isso atinge a todos, mas isso é um saco, né ???

Relaxa, vou compartilhar contigo o melhor conteúdo prático para solucionar esse troço, independentemente do seu atual nível no idioma alvo. Passo a Passo .

Sem enrolação, vamos ao conteúdo !

1º Passo : Aceitar a Imersão no idioma.

Aqui, o foco é no compromisso.

Escreva em uma pequena folha de papel algo como ” eu me comprometo a usar o máximo possível o __(idioma que você está aprendendo)__ como se fosse o meu idioma habitual, apesar da dificuldade inicial “.

Isso não é só uma frase, mas sim um objetivo. Uma vez que você sabe o caminho que quer seguir, só esse serve e a sua mente sabe disso. Isso é poderoso.

No próximo capítulo você entenderá o motivo pelo qual eu pedi para você fazer a anotação.

2º Passo : Torne o compromisso algo impossível de ser esquecido.

Peço que você olhe para esse papel não mais como um papel, mas sim como se ele fosse um lembrete. Toda a vez que você olhar para ele, vai se lembrar do compromisso que fez anteriormente.

Se você quiser apenas praticar em casa, coloque o papel em um lugar visível do seu quarto, por exemplo.

Aqui deve existir uma associação entre o seu o papel e o seu compromisso de pensar ou falar no idioma que você está aprendendo.

“Cara, como eu inicio a prática?”

No próximo capítulo você vai descobrir.

3º Passo : Dê um passo de cada vez

Busque pensar ou comentar as atividades do seu dia a dia com frases curtas.

“Cara, eu não tenho vocabulário para fazer isso. Sou bem iniciante”

Isso não é motivo .

Você pode pegar uma folha em branco e riscar uma linha no meio. Assim, você verá dois lados. Do lado esquerdo, coloque a frase que você quer aprender, no seu idioma nativo. Do outro lado, depois de pesquisar, a tradução no idioma que você está aprendendo.

Uma outra coisa pode te auxiliar aqui: grudar “post it” nas coisas ao seu redor. Só tire desses lugar quando você já souber o significado só de bater o olho.

Vamos além ???

4º Passo : imersão na prática

Aqui as coisas começam a ficar interessantes.

Pegue uma coisa de que você gosta bastante e absorva apenas no idioma que está aprendendo.

Aqui pode entrar vídeos de YouTube. Algo que você faça todos os dias.

“Eu não entendo bem, cara!”

Se o que você busca é por vídeos, assista a vídeos com legendas ou leia posts só nesse idioma. Coloque para pesquisar no google imagens ou entenda por associação tudo o que você não entender. Não recomendo, a partir deste ponto, o uso de tradução.

A importância aqui é entender o que está sendo transmitido e estar imerso na língua, de modo gradativo.

Se você puder, comente mentalmente sobre o que você “entrou em contato”.

Você pode fazer comentários em sua mente com frases curtas, se não tiver um bom vocabulário ainda.

5º Passo : Tudo o que for possível no idioma que está aprendendo.

O próprio título já é autoexplicativo.

Vai ler algo? Escrever algo? Falar algo? Pensar em algo?

Tudo no idioma que você está aprendendo.

Preciso te dar dois conselhos:

  1. Não pule o passo a passo. Dê um passo de cada vez.
  2. O que importa não é a velocidade, mas sim a constância.

“Eu falo várias línguas, Haniel. Como isso se aplica a minha pessoa?”

A única diferença que há para você é avaliar qual idioma merece maior tempo . Escolha o que você quer melhorar e aloque mais tempo a ele.

Não acabei ainda.

O último passo : pratique com outras pessoas.

“Eu não tenho grana e não tenho amigos que falam idiomas estrangeiros”

Eu já sabia que você poderia dizer isso.

Nós do Clube Poliglota Brasil temos a solução : encontros de conversação GRATUITOS . Neles você poderá encontrar nativos do idioma que você está aprendendo. Além deles, há outros brasileiros com o mesmo propósito que você.

Não perca tempo e acesse os links a seguir.

Links:

Encontros virtuais

Clubes locais

Para mais informações, entre em contato conosco pelo instagram.

Observações:

Créditos da imagem de capa: Imagem de AllClear55 por Pixabay

Revisão por Lincon

Facebook do Lincon

Sobre o Autor

Victor Haniel
Victor Haniel

Opa. O meu nome é Haniel, tenho 22 anos, gosto de aprender idiomas e atuo na área do marketing e na área de tecnologia do Clube Poliglota Brasil. De modo resumido, é isso. Estou aqui para te ajudar!

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


  1. Acho que a ansiedade é sempre um problema… Ai quero começar 10 línguas novas ao mesmo tempo .a haehae