Língua Portuguesa, Língua da Humanidade

Lisboa ousou sonhar. E só quem sonha realiza. Porque o sonhar é atributo da confabulação e morada da quimera. Muitas águas povoaram o sonho lisboeta antes da terra firme. Foram nas águas que os pássaros semearam as palavras desta Língua no tempo.

Ocorre que os oceanos e os mares anseiam pelo encontro com as terras separadas de Pangeia. Unidas pela virtude desta Língua. Primitiva. Não a primeva, mas a primeira. Primavera. A última Flor do Lácio, que transportou suas pétalas em naus e nos quadrantes do mundo.

A primeira Língua global. Falada nos quatro cantos da Terra.

Os navegantes ingleses observavam nos setecentos esta Língua: era a que a maioria dos europeus aprendiam primeiro para manter uma conversa entre si e entre os habitantes das Índias.

Ela adentrou idiomas e dialetos. Nas Antilhas. No Oriente. Em África. Um coração português canta uma balada rouca em algum extremo do mundo e não se consegue ouvir. Mas não importa. Está.

E o que é coração é trilha de sentimento. O sentimento é o que fica. A razão espraia.

Esta Língua aprendeu dos mundos da Terra uma sabedoria antiquíssima. Filha de Pangeia. Ela a tudo abarca e nada dissipa. Tem do Latim ao Jê e de Tupi. Tem do árabe à língua dos Serafins. É da humanidade.

Uma dama antropofágica que come da própria carne e abocanha o que lhe é exterior.

O purée é o purê. O francês e o brasileiro sabem o que significa e qual palavra é da língua de quem. Elástica e rija. Trilha sonora mediúnica. De Caetano, de Gil ou de Cecília Meireles.

Esta língua é pássaro. Orgasmo camoniano. Templo no tempo. Que voou e que voa.. voa.. voa… vinda dos sonhos de Lisboa.

Mardson Soares

Brasília, 16 de maio de 2021.

Sobre o Autor

Mardson Soares
Mardson Soares

Nasceu em Bom Jesus (Piauí, Brasil), em 13 de setembro de 1992. Diplomado em Direito pela Universidade Católica de Brasília. Poeta e Cronista. Pertence à Associação Nacional de Escritores, sediada em Brasília-DF. Há poemas seus em jornais, revistas e sítios literários do Brasil, de Portugal, de Moçambique e de Cabo Verde.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.